Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

O REGATO DO RIO

Como toda a gente sabe, o senhor Rio, após largos anos de férias ou de faltas ao seu trabalho como alegado chefe da oposição, resolveu dar um ar da sua graça. Alguém se chegara à frente para o substituir, o que, como diz, o “picou”. Até aí, nada que o camarada Costa fizesse o tinha “picado”, mas um ataque por dentro, que diabo, dava-lhe cabo da sesta!

Na campanha interna, ao mesmo tempo que dizia que ia “tratar do país” em vez de se opor ao seu rival, mais não fez que zurzi-lo por tudo e por nada. Ao mesmo tempo que dizia cobras e lagartos dos “barões” que se lhe opunham, punha os seus a cacicar à vontade. E assim por diante.

Uma vez ganha a eleição, tratou de limpar o partido. Não prometia nada, mas “não era ingrato”, o que quer dizer o contrário. Em vez de unir o partido (coisa que, nobremente, o seu challenger, não se cansava de propor), tratou de o “escanhoar”. Os militantes passaram a dividir-se entre “leais” e “desleais”, bons e maus, militantes fiéis e infiéis, ou seja, os que serão pagos e os que nada verão que não seja ostracismo. Dividir para reinar, é a filosofia do totalitarismo e da arrogância.

A seguir, veio o “recentramento”, que é o que o circo mediático, empolgado, chama à esquerdização do partido. Aqui, já não se trata de problemas de carácter, mas de erro político. Toda a gente sabe que o PSD nunca ganhou eleições sem se opor ferozmente ao PS. Se foi buscar votos ao centro (onde, é verdade, se ganha as eleições), foi porque convenceu esse centro, (cansado dos monumentais desmandos do socialismo nacional) da utilidade de votar PSD, e não porque se oferecesse em sacrifício no altar do adversário, coisa em que todos os dias insiste. Não percebeu que o PSD, diga-se ou não social-democrata, é, pela ordem natural das coisas, o partido que representa o eleitorado que vai da social-democracia e do velho republicanismo moderado à direita democrática em geral, seja ela liberal ou democrata-cristã. Não é esquerdizando que pode falar a este tão largo espectro.

É claro que, como seria de esperar, os media andam a pô-lo no altar. E ele, convencidão, arrogante, dono da verdade, redescoberto, solipsista, saído da casca, parece convencido de que há mais quem vote nele por se mostrar “cooperante” com o PS do que por opor-se a ele.

Enfim, parece que acha, se calhar com razão, que haverá quem como a sopa que quer servir ao pais, acolitado na cozinha por figuras tão altas como a do o cacique de Ovar, do senhor Silvano ou de outros que tais. Quem vale alguma coisa no PSD, ou já está na prateleira ou para lá caminha.

Não sei o que isto vai dar, mas parece que o Costa não acha nada mal.

 

6.12.21       

10 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub