Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

SE SE EXPÕEM...

 

Eu - e julgo que toda a gente - ando a receber cartas, emails, SMS e outras martingalas a anunciar novas leis da “privacidade” oriundas da burocracia europeia, leis destinadas, diz-se, a preservar tal coisa. Eu, que não uso o Facebook, não sei o que é o Instagram, nem o Linkedin, nem o Twitter, nem nenhuma dessas pirosadas, que não percebo nada disso nem tenho nenhuma intenção de vir a perceber ou a utilizar! De repente, centenas de avisos me chegam a dar-me uma ideia da “universalidade” da minha presença nos mundos electrónicos. De lojas de cuecas a companhias de aviação, de bancos ao homem do talho, tudo minha gente está apostada, por imposição legal, em preservar os meus dados, não sei como mas admito que na melhor das intenções. Até o alfaiate já me preveniu que não me vai mandar mais publicidade aos saldos, coisa que até gostava de receber. Há quem me exija que mande uma declaração, com assinatura igual à do BI, a dizer não sei o quê. Não mando declaração nenhuma.

Calculo o que se passará com centenas de milhões de pessoas que navegam em oceanos de apps, são filiadas em dezenas de redes sociais, jogam milhares de joguinhos e passam a vida agarradas ao telemóvel, que já não é telemóvel e se transformou num instrumento de informação universal, óptimo para divorciar cada um do convívio social e familiar. Não devem ter mãos a medir por causa da privacidade, coisa que, por vontade própria, passam a vida a pôr em risco.  

(Confesso que a existência deste blogue é capaz de contrariar os meus argumentos, já que também me sirvo da net para exorcisar os meus demónios. É verdade. Mas não tenho “biografia”, nem fotografia, nem informo as massas sobre assuntos pessoais. Será a minha noção de privacidade. Quando leio coisas nos jornais posso gostar ou não, mas a vida dos que lá escrevem é-me indiferente . Que  sejam felizes, é o que desejo.)

E os algoritmos em que nos metem? Não mereciam uma leizinha da UE? Verdade é que não há lei que nos valha, nem sei se poderá haver.

A net é um passador de buracos muito largos. Há especialistas para penetrar em tudo, transformando a tal privacidade numa coisa sem ponta por onde se lhe pegue. Há os penetras “bons” e os penetras “maus”, segundo a nova moral. Os que descobrem carecas várias, são, em geral, bons. Dos que usam a coisa para fazer propaganda política, uns são bons (os de esquerda), outros são maus (os que não são de esquerda). E assim por diante, segundo os ditames da correcção.

Portanto, não se queixem. Se se expõem, vê-se-lhes o rabo. Não há leis que cheguem para tapar os buracos do passador.

 

1.6.18

3 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D