Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

TODOS CONTRA O 25 DE ABRIL!


No 25, as pessoas pensaram que tinha chegado um tempo em que podiam ter opinião livre, votar em conformidade, e ver as suas opções maioritárias a governar. Apanharam um susto dos diabos com o PREC, depois voltaram a ter esperança.
Também queriam que a guerra acabasse da melhor maneira. A guerra não podia ter acabado pior, com isso tendo sofrido, e continuando a sofrer muito mais os “libertados” que os “libertadores”.
Por cá, tant bien que mal, entrou-se muma certa normalidade política, com altos e baixos, mas com aceitável continuidade.
Porém, para muitos dos chamados “capitães de abril”, para a esquerda bolchevista, nefelibata e caviar, para os soares, alegres, nóvoas e companhia, o 25 de Abril não tinha a ver com liberdade, nem com democracia, nem com normalidade eleitoral: o 25 ou gerava o socialismo permanente, mais ou menos revolucionário, ou não seria “democrático”. É neste caldo de cultura que, ainda hoje!, a nacional-esquerda socialista sobrevive. Terá a desculpa da ignorância, como no caso dos militares que o palerma Lourenço comanda, mas não tem, com certeza, desculpa nenhuma no dos demais.  Num e noutro caso, o 25 “cumpre-se”, não por libertar e democratizar, mas por impor o socialismo.
A ausência dos tais capitães às cerimónias oficiais (em abono da verdade, diga-se que não fazem lá falta nenhuma) é demonstrativa do que digo.O mesmo se passando com o cabo Soares ou o sargento ajudante Alegre, cujas verdadeiras intenções estão à vista e nada têm a ver com o pluralismo democrático que, em tempos idos, diziam defender  ou defendiam.
Esta esquerda detesta o 25 de Abril. Esperava que o povo lhe desse o poder per omnia secula, mas o povo trocou-lhe as voltas. Por isso não comemora o que há para comemorar: a liberdade de decidir por via eleitoral e de opinar sem balizas outras que não sejam o respeito por terceiros, coisa que desconhecem e confundem com oposição política.


Os capitães, afinal, fizeram o 25 para se apoderar dele, ou para o usar para os seus ideológicos fins  (se é que tais cabeças compreendem o que seja uma ideologia). Agora odeiam-no, porque o povo não lhes dá a cavalaria que almejavam. E agem em conformidade, desmascarando-se.
Ainda bem.



25.4.15

1 comentário

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D