Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

VIOLAÇÕES

 

Não percebo nada de redes sociais, não sou frequentador do Facebook, não sei o que é o Instagram, não sou filiado do Twitter nem noutras martingalas do género. Não sou velho do Restelo, não tenho é pachorra para estas modernices, virtualmente indispensáveis para a esmagadora maioria do respeitável público.

Passo a vida a apagar as inúmeras mensagens do Facebook que vão aparecendo. Se, excepcionalmente, abro alguma, verifico que fica à minha disposição o “perfil” de cada um, o que cada um faz, se foi à praia, se é adepto do Carcavelinhos, se gosta de pastéis de bacalhau, se tem uns filhinhos muito bonitos, se gosta da geringonça, e mais uns oceanos de coisas que me interessam tanto como saber se está a chover em Tegucicalpa.

É claro que, segundo muita gente, fico à margem de inúmeras coisas importantíssimas. Paciência. Apesar de ter muito tempo, passar horas no Facebook não faz parte do meu dia-a-dia.

Vem esta lenga-lenga a propósito das notícias que referem, como crime de lesa privacidade, as “investigações” de uma organização qualquer que fez propaganda ao inimputável Trump através do “roubo” de 50.000.000 de “perfis” do Facebook. Parece que os tipos, como fazem milhões de empresas por esse mundo fora, seleccionavam dessa forma os eleitores/clientes, a fim de os bombardear com a propaganda do fulano.

A minha pergunta, desde já agradecendo algum esclarecimento, é: onde está o crime? Se eu posso encontrar os “perfis” de quem quer que, aderindo à coisa, publica, urbi et orbe, as suas características, façanhas, gostos e opiniões pessoais, é crime ir lá buscá-las?

Quem não passa a vida a receber mensagens de gente desconhecida, com quem não tem relações de nenhuma espécie, a quem não deu endereço nenhum? E, no entanto, ninguém liga pevas ao assunto, nem as pessoas nem as entidades, autoridades, comissariados, reguladores e outros penduras encartados. Tudo minha gente acha muito bem?

Há hordas de violadores de correspondência por esse mundo fora que, com largo aplauso, são endeusados.

O que é engraçado, ou não tem graça nenhuma é que, de repente, os mesmos que põem violadores e hackers nos altares se desdobrem em críticas e acusações aos tipos da propaganda do Trump. Há violações boas e violações más?

Não simpatizo com o Trump, antes pelo contrário, mas, que diabo, alguém me explique, repito, onde está a lógica desta súbita indignação universal.

 

20.3.18

4 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2024
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2023
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2022
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2021
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2020
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2019
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2018
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2017
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2016
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2015
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2014
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2013
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2012
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2011
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2010
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2009
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2008
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
  222. 2007
  223. J
  224. F
  225. M
  226. A
  227. M
  228. J
  229. J
  230. A
  231. S
  232. O
  233. N
  234. D
  235. 2006
  236. J
  237. F
  238. M
  239. A
  240. M
  241. J
  242. J
  243. A
  244. S
  245. O
  246. N
  247. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub